segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Biografia




Banda de Horror Punk da cidade de Catanduva/SP! O Pesadelo Brasileiro iniciou suas atividades em 2000, como um projeto formado por Pinga – vocal/guitarra, Magrão – baixo e Di – bateria! Começaram, como toda banda que se preze, tocando covers de suas bandas favoritas, nesse caso os Zumbis do Espaço! Até o nome “Pesadelo Brasileiro” foi tirado do título de um trabalho da banda!
Com o passar do tempo, seus integrantes começaram a compor músicas autorais com letras que falavam sobre contos de terror e baseadas em filmes B que resultou no seu primeiro CD DEMO, um SPLIT com a banda Pão com Cebola chamado “UNIDOS PELO PUNK”, lançado em Março de 2003!
No período entre Novembro de 2003 e Abril de 2004 o Pesadelo Brasileiro passa por uma reformulação de seus integrantes, passaram pela formação: Alex, Leandro e Diego Ramirez nas 4 cordas e Leandro Boy na bateria! Em 2005, O Pesadelo Brasileiro se estabilizou  com Pinga – vocal/guitarra, Diego Ramirez – baixo e Leandro Boy na bateria e com essa formação lançam em Março desse ano o CD “FRANKENSTEIN”, que conta com 14 faixas, entre elas os clássicos Conde Drácula, Os Mortos Vivos e é claro a faixa que dá nome ao CD!
O ano de 2005 foi um dos mais importantes para a banda que seguia fazendo inúmeras apresentações, entre elas ao lado dos Garotos Podres! Em Fevereiro do ano seguinte o Pesadelo participa ao lado das bandas Rambones, Disturbados e Abuso Sonoro da coletânea “CARRO PUNK” com 5 músicas!
Em março de 2006 a banda apresenta o novo baixista: Rafael “Felix” e em Julho do mesmo ano acontece a primeira apresentação no SESC local! Em Fevereiro do ano seguinte a banda faz um grande show ao lado da lenda do Punk Nacional, a banda Cólera! Em Abril tocam novamente no SESC, desta vez com um novo baterista: Neto, que permanece até Setembro na formação!
Novembro de 2007, o Pesadelo Brasileiro lança seu clássico álbum “COVEIRO NECRÓFILO”! 13 lindas canções do mais puro Horror Punk Nacional, uma obra prima que conta entre outros clássicos: A Morte Comigo, Coveiro Necrófilo e Enterrada Viva! O CD conta com a participação especial do baterista e amigo da banda Guilherme Pena!
De Novembro de 2007 até Dezembro de 2009 o Pesadelo Brasileiro passa novamente por mudanças de integrantes, participa da coletânea “Isto é Horror Punk Brasil” (2008) e “Una Entrada Al Infierno”, coletânea com bandas de Horror Punk da América Latina e lança seu primeiro vídeo clip da banda com a música “A Morte Comigo” (2008)! Passaram pela banda nesse período os bateristas Jarraum e Sandro “Caveira” e retornou o baixista Leandro!
Em Janeiro de 2010 começa a ser gravado o CD “INSTINTO CANIBAL”, trabalho que novamente contou com Guilherme Penas na bateria! “INSTITO CANIBAL” teve seu lançamento feito em São Paulo nos dias 15 e 16 de Maio com 2 shows, comemorando também os 10 anos da banda, shows que contaram com a participação do mais novo integrante, Druguer na bateria, que permaneceu na banda até 2012! Nesse ano a banda sofre mudanças na formação, com as saídas de Druguer e do baixista Leandro, Pinga segue com o Pesadelo com músicos convidados: Herlon – baixo e Webert – bateria (ambos da Radiação X de Barretos/SP, que resultaram em vários shows em parceria entre as bandas)!
 Ainda nesse ano a banda participa da coletânea “Isto é Horror Punk II” e se iniciam as gravações do novo Álbum homônimo que é lançado no início de 2013, ano em que Marcio Turim assume as 4 cordas  e  Zé o José as baquetas! Ainda nesse ano o Pesadelo Brasileiro participa novamente da clássica coletânea “Isso é Horror Punk Brasil III”!

Em 2015 Marcio Turim deixa a banda para a entrada do baixista Nando Libório, no ano seguinte a banda participa do tributo aos Misfits, "Fiends Behind The World: A Brazilian Tribute To The Misfits” e em Dezembro lança o projeto Horror Acústico, com clássicos da banda em versões com voz, violão & Cajon,!!!
Neste mesmo mês deixa a banda Nando Libório.

O Pesadelo Brasileiro segue se apresentando, pregando o evangelho do Horror Punk e trabalhando nas gravações do seu novo Álbum, trabalho que teve parte gravado em São Paulo e que contará com participações especiais de figuras ilustres da cena Horror Punk Nacional!






(Flávio Augusto Duarte)